quarta-feira, 6 de julho de 2011

O Lustre Quebrado

Ontem a Fernanda Reali postou um texto bacana "Feche a Boca e Abra os Braços".
Fiquei com o texto na cabeça. Na maioria das vezes o que a gente faz é brigar! Xingar pq quebrou ou pq fez algo errado. Comigo hoje aconteceram dois exemplos desse texto.

1 - Sofia adora lavar vasilhas pra mim. Geralmente deixo qndo só tem coisas fáceis. Além das coisas fáceis, tinha a vasilha q fiz chá, ainda com a erva do mate lá dentro. Ela ficou uma meia hora ali, lavando. Depois falei pra ir tomar o banho pra ir pra escola, pq já estava na hora.
Quando fui pra cozinha, vi que ela não tinha lavado nada! A única coisa q fez foi espalhar a erva do mate pela pia e outras vasilhas... Imaginem se fiquei brava?
Tentei dosar, mas entrei no banheiro e repreendi. Falei q ela só dobrou o meu trabalho. Ela pediu desculpas. E eu fiquei feliz por não ter brigado mto.

2 - Sofia se enxugando no banheiro e ouvi um barulhão de algo quebrando! Fui até o banheiro e tentei abrir a porta, q tava emperrando - e fiquei me perguntando o que poderia ter quebrado pra travar a porta daquele jeito - e Sofia começou a chorar mto. Até eu conseguir entrar no banheiro e abraçá-la, ela só conseguia me olhar com os olhos arregalados e chorar. Eu a peguei no colo e levei pra sala pra ver se tinha se machucado (tinha um cortezinho no pé, mas nada realmente sério). Então falei q não tinha problema ter quebrado. Era só trocar.
O caso é q, em apê alugado, as coisas q já estão dentro do apê normalmente são devolvidas inteiras, né? A maior parte dos lustres daqui nós guardamos. Ficaram só os da sala e este do banheiro (que era bem feio e dava um trabalho imenso pra limpar o espelho).

Nesse 2º caso tbm me lembrei de uma parte do livro "A Lição Final", onde o autor fala sobre seus sobrinhos em seu conversível e sobre qndo sua esposa bateu o carro dela no dele, ainda na garagem. São só coisas materiais, q não tem importância maior q as pessoas q amamos! Não amamos mais a essas coisas.
Mas ainda tenho mto a aprender e mta paciência pra exercitar!! Muito mais fechar a boca e abrir os braços pra quem eu amo! Isso funciona bem mais! Exercitar a paciência... isso q preciso!

8 comentários:

Luci Cardinelli disse...

Paciência é mesmo um exercicio, como outras coisas em nós. Que bom que vc consegue dosar isso na relação de vocês. O melhor mesmo é esperar passar a raiva.
Eu apanhei mto qdo criança e lembro d minha mãe comentando uma vez q se arrependia pois sabia que batia nos problemas dela... :(

beijosss

Veronica Kraemer disse...

Telminha, eu aprendi a desapegar, não totalmente, claro, pois acho isto meio impossível...rsrsrsrsrs
Mas o que são as coisas materiais,perto de pessoas, né?
E vamos sempre nos treinando, porque somente assim o mundo ficará melhor!
Beijosssssssssssssssssss
Vero

JOANA CAMPOS disse...

Oi Telma, ja aconteceu de eu tbém explodir com meus filhos, e só ver os olhos arregalados deles, com medo de uma palmada...e depois me arrependo tanto de ter falado...raramente bato neles, mas as vezes falo de uma forma que realmente os deixa pensativos... e penso que poderia ser mais branda sabe? afinal são criaças e criancinhas ainda... e peço perdão pro papai do céu e peço ajuda para me ajudar criá-los rsrsrsrs

Beijos querida, e beijo na Sofia tbém

Adriana Balreira disse...

Telma,
Paciência é o que peço sempre a Deus.Mas tem horas que a tolerância vai a zero!
Beijos
Adriana

Chris Ferreira disse...

OI Telma,
é fechar a boca e abrir os braços muitas vezes traz resultados melhores.
A Sofia aqui trabalhou na escola a gentileza então estamos nessa linha.
Adorei o post.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Pepa disse...

Mas que belo exercicio, não tenho filhos, mas imagino o quanto a gente tem de se dominar para não ferir os sentimentos de alguém tão indefeso...
Mas nota dez prá ti gata !!!

Bjus 1000

SANDRA disse...

OI Querida!

Nossa....que benção ela não ter se machucado!
Não te cobres por a ter repreendido, este é nosso trabalho de mãe, repreender algumas vezes para nunca nos arrependermos no futuro.
Agora, quanto ao abraço.....ahhh....este faz parte do amor imenso que nos une a estes seres lindos que geramos!

Fiquei a imaginar a situação e me colocar no teu lugar....nossa...que susto imenso que tu não levou! Que bom que nada aconteceu.......

Beijinhosssssssssssss

Eliete disse...

é para quem tem filhos a paciência tem que ser exercitada todos os dias...e vc tem toda a razão...o material é outro plano...e na criança por mais que façam suas artes,elas não tem maldade em suas atitudes....bjus...um lindo dia pra vc e sua família!!!!
Eliete
http://elindodeviver.blogspot.com