sábado, 19 de abril de 2014

O Lado Bom da Vida

Vix... já faz tempo que eu vi esse filme e mais de um mês q terminei de ler o livro... A história foi assim...

Vi o filme na locadora e como gosto demais do ator e já tinha ouvido falar bem do filme/livro, peguei pra assistir. E gostei!!! O filme é MUITO maluco - mas, pensei, não é essa a proposta da história? - mas eu gostei. Muita gritaria, correria, loucura (é pouco!). Daí tive mais curiosidade de ler o livro e, por sorte, eu o ganhei!!!! E, mesmo tendo outros na frente, eu o passei e comecei logo a ler.

Eu queria encontrar a capa do livro original, pq essa é de depois q o filme foi feito, óbvio! Como seria? Ou será q fizeram o filme e depois foi que resolveram editar de verdade o livro? Ah... sei lá...

Sinopse do livro: Pat Peoples, um ex-professor na casa dos 30 anos, acaba de sair de uma instituição psiquiátrica. Convencido de que passou apenas alguns meses naquele "lugar ruim", Pat não se lembra do que o fez ir para lá. O que se sabe é que Nikki, sua esposa, quis que ficassem um "tempo separados".
Tentando recompor o quebra-cabeça de sua memória, repleta de lapsos, ele ainda precisa enfrentar uma realidade que não parece muito promissora.

Sinopse do filme: A trama gira em torno de Pat Solatano (Bradley Cooper), um cara que perdeu tudo - sua casa, seu trabalho e sua esposa. Ele agora vive com sua mãe (Jacki Weaver) e o pai (Robert de Niro), depois de passar oito meses preso. O homem está determinado a reconstituir sua vida e voltar com sua esposa, apesar das circunstâncias difíceis de sua separação. Porém, quando Pat conhece Tiffany (Jennifer Lawrence), uma misteriosa e problemática garota, as coisas se complicam. Tiffany se oferece para ajudar Pat a reconquistar sua esposa, mas somente se ele fizer algo muito importante para ela em troca.

O que sei é q terminei de ler o livro no Carnaval. E, no geral, eu gostei. Não foi dos melhores q li, mas gostei da história. Gostei mesmo. Mas não gostei totalmente do livro... tive preguiça em algumas partes, principalmente qndo falavam dos jogos... eu, q não entendo nada, fiquei perdida muitas vezes, pq os jogos fazem parte da vida do personagem. O que eu gostava na historia era a loucura de Pat Peoples...
Encontrei a explicação do que eu sinto com essa história: "o longa é composto de histórias e pessoas comuns, sendo a simplicidade o que o torna tão realista e interessante. Os problemas que cada um carrega fazem o espectador se identificar com personagens que seguem suas vidas, apesar do passado, dos vícios, medos e de uma sociedade taxativa. E é durante uma rotineira discussão, uma briga em um jogo de futebol ou na comemoração por uma nota ruim de dança, que o espectador enxerga as tais boas coisas de que o filme fala" (pode ler mais sobre o filme aqui. Concordo com tudo o que foi escrito)

Enfim... se eu tivesse q recomendar um ou outro, sinceramente, diria pra vcs só assistirem ao filme, que é menos confuso, apesar de muito louco e cheio de gritarias. Mas ver o filme e depois ler o livro (ou vice versa) não vai funcionar... A decepção com o filme será enorme! As diferenças são muito e notáveis! É um dos filmes mais 'baseados' no livro que já vi... tipo: o cara leu o livro e pensou "é uma boa história para se fazer um filme... vamos mudar só algumas coisas, tipo 85% da história e pronto". Isso... pra mim só pegaram a ideia da história. Muitas falas são iguais, mas ditas por outros personagens. Muitas partes da história são revertidas... enfim... não dá pra 'ter' os dois! Ou só lê o livro, ou só vê o filme.


PS: as interpretações são muito boas no filme!

1 comentários:

DMulheres disse...

Oi, Telminha
Eu amei o filme.. meio louco, mas muito, muito legal... Ainda não li o livro, que deve ser melhor.

Mil beijos,
Sheyla.