quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Achei que seria pior, viu?


Vocês sabem que tô saindo do trabalho, né? É isso mesmo: dia 20 de janeiro é meu último dia lá na empresa. Meus planos vou contando aí pra frente, tá?

O caso é que já é semana que vem e tem que treinar outra pessoa pra ficar no meu lugar. E então, hoje cedo um amigo liga no meu ramal e me conta quem ia ficar lá, quem eu teria que treinar... Passei mal, juro! A cólica, que tava acabando, voltou com força total! Parecia que alguém tava enfiando algo na minha barriga com uma estrela na ponta e rodando, tamanha a dor!
Esperei a chefe anunciar o caso. Na verdade esperei ela ligar e falar que outra pessoa iria mas... ela ligou e confirmou! HUNF
Quem é a tal pessoa, né? Importante explicar...
Lá na empresa funciona assim: na sede são 8 recepcionistas + 2 no protocolo + 2 telefonistas; onde trabalho, só uma recepcionista (que faz vezes de protocolo tbm). Acontece que com esse novo contrato, vão cortar as telefonistas. Como eu e mais um colega vamos sair da empresa, as duas telefonistas nos substituirão e, como o trabalho é diferente, tem que ser treinadas.
Acontece que mandaram pra mim a telefonista com quem eu não converso...

Ainda qndo eu trabalhava na regional, aconteceu uma confusão danada onde ela disse pra chefe que eu fofocava sobre ela, que eu era falsa etc. Chefe quase me mandou embora... pq? A menina é filha do chefe da minha chefe (ui! coisa demais! kkk). Eu até hoje não entendi o motivo da pirraça comigo... não entendo pq no final do dia ficávamos só eu e ela na recepção, conversando numa boa, como amigas... eu tentei ajudá-la sempre que podia (ela não conta mto com o apoio da família em mtas coisas, é sozinha, não confia mto nas pessoas e tal... mas chegar ao ponto que chegamos foi FODA!). A confusão parece que foi planejada, pois foi sem motivo real e no dia seguinte ela já não foi trabalhar: entrou de férias. Achei covardia e fiquei MUITO chateada na época. Qndo ela voltou, não conversamos mais. 3 anos isso.
Acontece que a mandaram pra treinar comigo e, sim, passei a manhã toda apreensiva, com dor e etc. Imaginei que seriam os 8 piores dias de trabalho pra mim, ao lado de alguém que não olhava na minha cara.
Ela chegou qndo eu estava saindo pra almoçar. Fui comer e voltei em cima da hora. Ela não estava na sala e achei tranquilo. Quando ela voltou, o sistema estava fora do ar. Acabamos sendo praticamente obrigadas a conversar pq não tinha mt0o atendimento...
Acontece que o papo foi tranquilo... Tentei encorajá-la a não continuar na empresa, pois é uma função que ela não quer, salário ruinzinho, horário ruim e ela está fazendo DUAS faculdades, sendo que já pode dar aulas por causa de um dos cursos.
Eu a incentivaria a ficar lá? Sabendo que não é o perfil dela? Sabendo das apreensões dela, falei pra pensar... pra pensar que é A oportunidade! Que provavelmente ela não vai dar conta do trabalho pq não quer, pq não gosta, pq não está afim. Ela vai se cansar em pouco tempo e aí, pra desistir sem ao menos ter o seguro desemprego, é ruim demais! Aí ela não poderia pq tem uma filha pra sustentar.

Vou contar pra vcs... eu fiquei tranquila... Como diz o namorado, foi Deus quem me deu a oportunidade de sair de lá com o coração tranquilo com relação a ela. Pq eu senti raiva no início, depois não entendi nada, depois passei a desejar que ela tivesse sucesso na vida e que não continuasse ali, pra que pudesse crescer, amadurecer, conviver com outro tipo de gente e entender certas coisas. E hoje eu pude fazer a minha parte, dizendo que acho, sim, que ela tem competência pra sair dali e crescer. Só depende dela.

Às vezes coisas pequenas acabam com a gente... Não é a primeira vez que alguém faz algo comigo que não entendo e, anos depois, a coisa se resolve. A oportunidade Deus nos dá, temos é que agarrá-la, perdoar, desejar o bem e seguir adiante.
Não tem pedras no meu caminho. Eu sempre peço o bem para pessoas que possam estar no meu caminho de alguma forma. Sempre desejo que elas tenham uma vida melhor, até para que se esqueçam de mim e me deixem viver a minha vida.
Enfim...

PS: a imagem foi tirada daqui. Enqto eu procurava uma imagem pra ilustrar esse post, achei essa, do BBB, que tá no ar novamente... não tive como não colocar, hehehe.

4 comentários:

Giuliana: disse...

Deus faz tudo certo! Nada como estar de coração leve, e olhar para trás e ver que não está carregando nada de negativo que possa vir a atrapalhar na sua vida, na sua nova fase.

Beijos

Iara disse...

O importante é estar com o coeação aberto para deixar as coisas acontecerem, que bom assim você sai da empresa e não fica esta situação ruim para levar pra sempre.
Te desejo sorte nos novos caminhos e agradeço tua presença e teus comentários em meu blog. É muito bom te ter por lá.
Abraços

Veronica Kraemer disse...

Telma, eu tbm. acredito que as coisas acontecem com pessoas que no passado deram confusão porque temos que fazer um resgate. E que bom que vc. fez o seu, e está tranquila.
Bom ficar com o coração leve e a certeza de que deu o melhor de si!!!
Beijossss pra ti
Vero

Maíra disse...

Ai, é difícil demais quando precisamos nos "confrontar" com alguém que não damos certo, né?
Ainda bem que acabou tudo bem.

Bjsssss