terça-feira, 25 de setembro de 2012

A cidade de Cristiano Otoni e o Hotel Cupim

Então, prometi que voltava contando um pouco mais sobre o Hotel e a cidade, senão o outro post ia ficar muito imenso, né? Então voltei.
No geral a viagem foi deliciosa! Aproveitamos muito e adoramos! E pretendemos voltar pra comer o franguinho caipira da Tianinha, lá do Pesk e Pague! Mas vamos ver, né?

CRISTIANO OTONI é uma micro cidadezinha de Minas que fica entre Conselheiro Lafaiete e Carandaí. É uma cidade realmente pequena, com um bairro num lado da BR (pra onde ficam as cachoeiras) e o centro pro outro lado. Tem suas histórias e pontos turísticos q, pelo tempo feio e cansaço do marido (q trabalhou dobrado durante a semana), acabamos não visitando e esse é outro dos motivos que me faz querer voltar.
Tem a estação da antiga rede ferroviária e as igrejas. Mas o melhor mesmo são as cachoeiras e a natureza maravilhosa!
A cidade tem poucos restaurantes. Não a caracterizo como cidade turística. Ou então as pessoas não estão preparadas para esse movimento turístico que pode ser possível. Falta estrutura para tal: bancos e restaurantes, principalmente. Por que digo isso?
Bom... vc não encontra lugares que aceitam cartão de débito ou crédito com facilidade... e aí não tem banco pra vc correr e tirar dinheiro. Não, tem q ir já com dinheiro, rs... uma pena isso, sendo tão perto de BH e mantendo-se tão atrasada neste ponto...
Juntamos isso às visitas que fizemos: cachoeiras com a área de visitação suja. Me fez lembrar de São Thomé das Letras e o guia q nos contou que mensalmente juntava um grupo de voluntários pra percorrer as cachoeiras e tirar o lixo. E eu faria parte de um grupo desses com prazer! A gente vê lixo nas estradas: caixinhas de suco, caixas de leite e as famosas sacolinhas são as mais vistas. A maior parte lixo que poderia ser reciclado...
Na cachoeira do Balneário foi que me assustei com a falta de estrutura, como contei pra vcs! Aquela área nas mãos da Tianinha (dona do pesk & pague) faria daquilo ali o melhor lugar pra se passar o dia! Mas ela já tem o Pesk & Pague... o que acho é q o proprietário do Balneário deveria investir ali... se fosse uma cidade pelo menos com um tiquinho de esperança do turismo, pensariam nisso... ou será q estou errada?
Azulejar a piscina natural, melhorar a estrutura do bar/restaurante e da área das crianças e criar um acesso pro lago que se forma depois da cachoeira são opções que já melhorariam demais o lugar! E daí com certeza as pessoas teriam prazer em pagar mais que R$4,00 ali e ficar o dia inteiro consumindo ainda por cima.
Enfim... tem as faltas mas ainda assim vale muito a pena conhecer Cristiano Otoni! É uma cidade pra relaxar num final de semana! Quem mora em BH e quer sair dessa loucura daqui, pode marcar de passar um final de semana tranquilo ali, com certeza!

HOTEL CUPIM está localizado nas margens da BR, no alto de um morro. Lá embaixo o posto de gasolina e restaurante. Tem lago para pescaria, piscina, quadras, cavalos para montarmos... Uma baita estrutura, mas que achei q está acompanhando a cidade... Se eu fosse em Cristiano Otoni voltaria a ficar no Hotel Cupim? Sim, com certeza! A vista é maravilhosa e o hotel tem tudo o que nós gostamos: simplicidade e um que de rústico!

A piscina vista da janela do noss quarto. Entra sempre um arzinho fresco pelas janelas e, por ser piso de pedra, o quarto está sempre fresco. Edredons e cobertores à disposição. Não senti frio, foi confortável.

O hotel tem várias áreas de uso comum como essa varanda...
 a sala de TV do 2º andar, q tem os sofás confortáveis e uma salinha de estar no mesmo ambiente, com cadeiras de vime e bancos de madeira. Acho lindo!

Tudo tijolinhos... adoro muito! Menos os quartos, cobertos com papel/tecido de parede. Eu optaria por tirar toda essa cobertura e deixar os tijolinhos, q são mais bonitos!

Na recepção tbm tem área de uso comum. Com madeira pesadona como essa e tapete tão bonito...

E assim, como sofás. Tbm no primeiro andar tem outra sala de TV com sofás confortáveis e nessas TV's das áreas comuns tem sinal da Sky (nos quartos não tem).
Além disso tem a sala de refeições, com um espaço bem bacana e as mesas (puxa! Esqueci de tirar foto das mesas!) de madeira com o tampo de azulejo (tipo) português. Lindos!
E esse órgão na entrada? Achei fantástico! Vcs sabem q adoro coisas antigas? Sou saudosista, acho lindo essas coisas que eu nem conheci e que remetem ao passado...
O restaurante do hotel não fica dentro do hotel. É o restaurante do posto. E lá vi essas antiguidades que achei o máximo!


O hotel tem piscina infantil e adulta, essa enorme, mas não é funda. A área da piscina é simplesmente deliciosa e tem quiosque pra fazer churrasco!

Não sei se é sempre, mas teve a programação musical no sábado e foi show de bola!!! O músico é ótimo, animou desde adolescente até idosos, agradando mesmo! Músicas de novela, músicas internacionais... ó, Hotel Cupim, contrate sempre pq esse daí é bom mesmo!

Enfim... de todos os pontos positivos, senti uns agravantes que torço mesmo pra que sejam resolvidos pq, afinal, vem aí a Copa do Mundo, né? E esse Hotel tem capacidade pra receber mta gente, pra q aproveitem a Copa e tbm tranquilidade!
Um dos agravantes é não possuir bebedouro disponível... sério, acho judiação ter q pagar por água. Independente de onde for ou quanto for. Tem vezes q não tem jeito mesmo e precisamos fazer isso, ms bebedouros TEM q ser disponibilizados em hotéis. Ter que ficar à mercê de comprar o produto é dureza... e ainda por cima ter que bebê-la quente se não tomar a garrafinha toda de uma vez, já que não tem frigobar em todos os quartos... Diferente de São Thomé das Letras, que é tão frio q não precisava de geladeira mesmo!
O outro agravante é a cozinha não funcionar... não digo que deveriam servir almoço, mas ter um serviço de cozinha melhor, com mais opções de tira gosto... na noite de sábado, por exemplo, com uma música tão gostosa, era certo não ter nem vontade de sair pra comer fora. Mas é importante o cliente ter opções.

Eu ADOREI a estadia no Hotel Cupim e espero que esses pequenos pontos sejam melhorados. Pq eu ainda quero voltar pra conhecer a Cachoeira do Paraíso, pra comer o franguinho da Tianinha e pra conhecer os outros pontos turísticos da cidade. E gostaria tbm de poder aproveitar da piscina desse hotel (pq não teve sol nesse final de semana, né?) e fazer um churrasquinho ali e tomar uma cerveja ali na beirada da piscina.
O mais legal é que passamos um final de semana delicioso, num lugar lindo, nos aproveitamos, comemoramos nossos 3 anos juntos e fomos mto felizes nesses dias! E teremos ainda outros finais de semana como esse, com certeza!!


PS: ainda assim, com esses pontos fracos, recomendo o Hotel Cupim, torcendo pra que melhore ainda mais! Potencial tem! E tranquilidade, paz, natureza.. tudo de bom!!!
Com as recomendações para levar dinheiro vivo e ir de carro, dá pra aproveitar bem a estadia!

2 comentários:

ღღღღ Cici ღღღღ disse...

Acredito que na verdade nem os próprios moradores tem essa visão que nós temos, né?! E apesar da globalização, mudar (progredir) deve ser bem difícil para algumas pessoas.
Mas que legal vcs terem aproveitado tudo, e o melhor... mesmo com os pontos fracos que vc citou, ainda pretendem voltar!
Bjks

Kellen Bittencourt disse...

Oii Telma, passei p ver as fotos, que bom que aproveitaram a estadia, mas é importante registrar os pontos ruins e dar sugestões ao hotel! Bjinhosss