quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mãe - Filha - Neta --> Há amor em mim...

Lembro quando o meu irmão disse “ela disse que se uma de suas filhas engravidasse, ela daria todo o apoio que pudesse, pois teve isso de sua mãe.”

Era abril/2004 e eu tinha acabado de pegar o resultado positivo. Cresceram amor e medo em mim. O amor pelo bebê que crescia em mim e o medo... de palavras, de olhares, de gestos.

Fui vivendo a gravidez em cada fase, com aquela presença importante e que tanto me protegeu! Apoio, carinho, conversa, amizade. Aquela que há tempos eu queria, nasceu entre nós. E foi fácil. Por que não foi assim antes? Nem eu sei... adolescência e rebeldia, talvez. Pensar que posso passar por isso daqui alguns anos também...

O medo foi passando (ou se transformando?) à medida que o apoio, carinho e amizade fortaleciam os nossos laços. E aquele bebê crescia dentro de mim cada vez mais.

Enfrentamos juntas duras palavras, lágrimas silenciosas, os primeiros movimentos, a montagem do enxoval, a expulsão do tampão, as primeiras contrações, internação e nascimento.

Os primeiros banhos, primeiras trocas de fralda, primeiras mamadas. As primeiras palavras e passadas. Tudo acompanhado de perto. Os dodóis, as idas ao PS, os remédios caros... viagens, passeios. Tudo em tão boa companhia!

Com o nascimento da minha filha, nasceu tbm uma grande amizade!

Com o nascimento da minha filha, nasceu o AMOR de MÃE e cresceu meu AMOR de FILHA!

Com o nascimento da Sofia, eu entendi do que uma mãe é capaz. Não, não eu. Sim ela, a minha mãe! Aquela que me mostrou que uma mãe abre suas asas e acolhe as crias. Que uma mãe vira onça pra proteger seus filhotes. Que uma mãe chora e fica mal quando briga com um filho.

E eu aprendi. E amo tanto a minha filha, que sou ave pra acolher debaixo das asas, sou onça pra proteger de qquer um que a faça mal. Protejo, ensino, acolho, brinco. E vou aprendendo a cada dia.

E eu aprendi. E amo tanto a minha mãe! Por todo o tempo que se dedicou a nós. Por todos os puxões de orelha. Por todos os momentos ruins e bons. Por nunca ter desistido. Por ter me ensinado, por ter me apoiado, por ter ficado ao meu lado.

Hoje não há dúvidas: amor de mãe-filha-neta. Foi isso que nos reaproximou. É o que nos liga cada dia mais!

Meus amores, de aprendizados, convivência, apoio, amizade, carinho

E o melhor colinho, de quem é???
---------------------------------------------------

Esse post faz parte da blogagem coletiva promovida pela Elaine Gaspareto, em comemoração dos 3 anos de blog.
Decidi participar pq falar de amor é muito bom! Mas esse post não é só sobre amor. É de gratidão, de pedido de perdão pelos atos impensados. É um post que há tempos eu queria fazer, pq não sei quando foi a última vez que agradeci à minha mãe por tanto apoio, tanto carinho. Por ter ficado ao meu lado numa época complicada, por continuar ao nosso lado.

Então... passa lá no blog da Elaine e confere no mosaico as outras lindas histórias, que com certeza vão nos emocionar ao longo dos dias, já que serão aceitos posts até o dia 01/10!

35 comentários:

SANDRA disse...

Querida,

Que POST mais lindo!
Os olhares das duas são impagáveis!
Que mãe mais linda tens!
Não só na estética, mas no ser!
Parabéns!

Mil beijinhosssssssss

***... Nana e Nenê ...*** disse...

Ai que post lindo!!!!
Realmente a relação muda quando a gente vira mãe, né? A gente passa a entender muita coisa, muitas atitudes...
Minha mãe tbm é minha ídala!!! rs

Anônimo disse...

Oi Telma, lido post! Engraçado que me sinto assim com a minha mae tambem. Depois que o Lucca nasceu, nos aproximamos muito mais!
Vou tentar fazer um post sobre o amor. O tempo esta corrido mas vou tentar!
Obrigada por suas visitinhas no meu cantinho, viu? Beijoooos! Giovana - Nascendo uma Mae

Carine Gimenez disse...

Sua história é uma linda história de amor.
Daquelas que nos tocam profundamente,nos fazem pensar,nos aquece.
Beijos para vocês três.

Fabiana disse...

Ai ai ai

*Lagriminhas!*
Telma que coisa linda que aconteceu na sua vida, que amor mais puro e verdadeiro, que mãe maravilhosa a sua... que aprendizagem nos proporciona!

Felicidades para Mãe - Filha e Neta!

Bjos, Fabiana

Josiana Leite disse...

Sou mãe e entendo que você está, é sublime esse amor, parabéns pela mão gatinha, rss e pala filha que estou encantada linda1, grande abraço.

Adriana Balreira disse...

Telma,
Não aguento mais chorar nesses post dessa blogagem coletiva. Alguém tem que fazer uma blogagem o mais rápido possivel só de piadas para eu rir um pouco! Que linda declaração de amor para a sua mãe! Amor de mãe é tudo de bom mesmo.
Beijos com muito amor
Adriana

✿ Luh - Blog Flor de Mulher ✿ disse...

Oie Telma!!!
Demorei pra vir te conhecer mas aqui estou...me perdoe por não ter vindo antes mas estava com o tempo curto...
Mulher que lindo seu texto, uma homenagem do coração...eu amei...lindo demais...
Eu tenho 2 filhos e seu do que você está falando ;) é um amor que não cabe dentro da gente né!

Bjaum lindona, eu vi suas Blogagens Coletivas de unhas, final de semana eu venho ver a próxima edição heim.
Fique com Deus
Luh

http://luanaflordemulher.blogspot.com

Andreia Lica disse...

Linda homenagem.

Só entendemos as mães quando nos tornamos mães...

Bjão

Nina disse...

Oi Telma, aahh que amor gostoso de ser lido! Tudo tao carinhoso que me fez até chorar.. inevitável nao lembrar da minha mae, dos meus filhos, e até da minha avó.

Obrigada por isso :-)

ps. sua filha é linda demais, que olhos bonitos e sensíveis ela tem.

Cibele Leite disse...

Telma querida!

Lindo post, ser mãe é como sentir o coração bater fora do próprio peito.

Um super beijo

Pepa disse...

Oi Telma,é a Vi, concordo com você, amor de mãe é insuperável, vai além do que pode se explicar.
beijos,Vi

She disse...

Affffff! Minha gente querida da blogosfera vcs hj estão acabando comigo, já peguei um lençol porque tá danado o negócio...hahaha Que post MARAVILHOSO, LINDO, LINDO, LINDO! Eu amei! Excelente participação e que filha mais linda vc tem! ;)
Beijo, beijo!
She

JOANA CAMPOS disse...

Que lindo post!
lindo, mesmo.

AMiga vim agradecer seu carinho e felicitações no dia de meu aniversário, e de quebra, marejar meus olhos dágua com esse post.


Obrigada veiu? sempre!

beijos

Clara disse...

"Qdo nasce um filho, também nasce uma mãe..."
Alguém disse isso e eu copiei.
Qdo minha filha nasceu e voltei pra casa com ela, a única coisa que conseguia pensar era: E agora? Faço o quê? Mas o amor é tanto e o instinto materno é tão perfeito que tudo acaba dando certo. Depois veio outro filho e The End...

Beijosssss

Neli Rodrigues disse...

Telma, fala pra sua mãe que eu achei ela super bonita e inteiraça na foto.
O post que eu fiz tb já pensava em escrever aquilo faz tempo, mas foi agora que criei coragem ou vi a oportunidade com este tema da BC.
Telma, que legal da Sofia e o Gabriel fazerem níver no mesmo dia, então nós duas temos a mesma sintonia boa em 20 de novembro, quem tb tem uma filha de 20/11 é a Paula do blog Cotidiano de uma amiga, descobri isso numa postagem minha que mostrava a pulseira da maternidade aí ela viu e me falou.
Adorei sua declaração de amor-gratidão pela sua mãe, lindo.
Bjs♥

Ju Ramalho disse...

Que lindas fotos! Não existe maior amor do mundo do que uma mãe e sua filhinha né? Bjo nas duas!

Ju

Alessandra disse...

Linda sua família!!Parabéns pela história!
Bjo

http://eutenhopressaemuitacoisameinteressa.blogspot.com/

Orvalho do Céu disse...

Minha flor
Amor à família é puro e valioso...
Há amor em mim
Há amor em ti
Há amor em nós
Bjm de paz

Carla Patrícia disse...

Telma querida...
Teu post me trouxe tantas lembranças...parece que revivi os momentos da gravidez do meu filho mais velho e a força da minha mãe em abraçar tudo comigo mesmo meu pai querendo me expulsar de casa...mas passou e o que importa é que o amor pela minha mãe cresceu tanto que quase não cabe em mim!


Beijos!
Carla
http://pathyarteira.blogspot.com

lola disse...

Que amor lindo! Que amor é esse inexplicável amor de mãe? E que menininha linda é a Sofia!
Adorei ou melhor amei.
Lola

Beta disse...

Telma que lindo texto!
Vc não imagina como eu quero, sonho em sentir esse amor!
Mas a vida não me deu esta benção ainda...
Amei!

bj
Beta

Dona Amélia disse...

Amor de mãe é bálsamo, pureza, verdade, é simplesmente divino!! ;oD

Lindo e emocionante teu relato, amiga!

Xêros
Paty

Paty Chuchu disse...

Oiiiii Telma,que lindo!!Sim esse amor e´ maior que tudo mesmo..Ele nos faz enfrentar as piores situacoes,nos da coragem,mas tb nos faz sentir medo tb..Enfim Amor de mae...Parabens muito linda sua estoria e mais linda ainda a sua fliha!!Deus abencoe vcs!!

Tatiana Moreira disse...

A vida através do amor é muito mais fácil de ser vivida, sentida e aprendida... Senti isso em suas palavras! Sua declaração de amor a sua mãe me emocionou!
Eu também participei dessa maravilhosa Coletiva. Ver a Blogosfera colorida por tanto amor... É maravilhoso!
Um abraço carinhoso

Lola disse...

Lendo seu post Telma, me lembrei de algo que minha mãe sempre me falava mas eu não entendia: que a gente só sabe amar de verdade nossa mãe quando temos um filho!
E ela estava certa né? rs

Bjs

Marcia disse...

Oi Telma, obrigado pelo carinho no bloguito.
Muito lindo seu post ... esse amor entre mãe e filha, essa amizade é algo maravilhoso.
E sabe também foi assim comigo, minha mãe só começou a falar que me amava depois de me ouvir falar isso para os meus filhos, acho que quando nos tornamos mães abrimos um espaço para que pudessem chegar sem medo, na certeza que agora podiamos sentir o que elas sentiam, mas sempre é tempo e ter a mãe como nossa melhor amiga é muito bom. Sinto muita falta da minha mãe ao meu lado !!!
Beijos no coração
Marcia

Iara disse...

Que lindo amiga, este realmente é o maior amor do mundo, entende, perdoa, ensina, apoia.
E passa de geração em geração.
Fico feliz por esta amizade tão linda entre você e sua mãe.
Beijos

Rê Furlan disse...

Q lindo! Amor dobrado... bela homenagem! Bjo e obrigada pela visita no sítio!

Renata Guidinha disse...

Cada vez me encanto mais com essa blogagem coletiva... Acho que vou demorar muito pra conseguir ler tudinho, mas tem sido tão bom...
Sua história é muito linda e precisa mesmo ser divulgada. Ser mãe é amar cada dia mais a mãe, pois o filho nos ensina a fazer isso.
Bjks
Renata http;//cercaviva.blogspot.com/

Joana disse...

Seu texto me fez lembrar o que minha melhor amiga e comadre disse: agora que sou mãe, amo mais ainda a minha mãe.
Adorei seu texto.
Beijinhos

Elaine Gaspareto disse...

Telma,
Seu relato não é apelativo, é uma declaração de amor linda, mas eu chorei até soluçar lendo.
Penso que só sendo mãe pra entender uma mãe, né?
Muito obrigada por, mesmo sem saber, me ensinar um pouco sobre minha própria mãe.
Beijosssss

ELAINE disse...

Telma! Lindo post da blogagem coletiva! O amor atravessa gerações, não existem barreiras que possam conter uma avalanche de amor! Já tô te seguindo! Aguardo tua visita!
http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com/
Grande bjo!
Elaine Averbuch Neves

Vanessa disse...

Telma, demorou mas cheguei. Amor de mãe é isso mesmo. Arrasa quarteirão.

beijos!

MARLENE disse...

LINDA SUA HOMENAGEM! COM CERTEZA SUA MÃE MERECE.
BJS,

MARLENE PAZ
FLORES E FRAMBOESAS