segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Saudades Antecipadas

São 16:45 e não estou em casa. Ainda bem.
Tô dentro do ônibus - emocionada - indo encontrar o marido no trabalho, ansiosa para fazer um pedido a ele.
Como aprendi no livro que estou lendo, tô deixando a mão seguir meu sentimento e não programando o que escrever. Se assim fosse, esperaria chegar em casa.
O dia hoje não está tão quente como os dias anteriores. Isso foi bom pq tinha uma saída programada pra tarde com minha irmã.

Passeio que fizemos juntas na exposição sobre Dinossauros

Depois e tentar resolver uma situação, fomos lanchar juntas, no centro de BH e, antes de entrar na lanchonete, ela fez uma ligação e recebeu uma notícia que estava esperando há quase um mês. E eu estava lá pra VER a emoção da notícia. Fiquei feliz e triste ao mesmo tempo.
Ao receber outra ligação, o lanche foi adiado e voltamos pro Oi Atende.
Enqto eu resolvia (tentava) a situação, ela ia ligando para quem podia: marido, mãe, irmãos, parentes, amigos... e eu vendo sua emoção em forma de lágrimas.
Fomos embora e conversávamos sobre a notícia. Só que não íamos para o mesmo lugar.
Eu parei no ponto pra pegar o ônibus. E foi só aí que a minha emoção veio à tona.

Cunha, Sofia e Sheila, em Salvador, no início do ano

16:55hs DESPEDIDAS são intensas. E se você não sabe se realmente vai ter a oportunidade de rever a pessoa antes de sua partida, as lágrimas surgem, não importa onde você está.
Choramos abraçadas, como irmãs que vão sentir falta uma da outra. É fato!

2ANOS passam rápido quando nos referimos ao tempo com uma criança. "Nossa! Mas ela já tem dois anos?" 2 ANOS passam rápido quando é o tempo que uma pessoa vai ficar distante?

Amor de madrinha!

Desde o ano passado a notícia nos Ronda. "Vamos pro Canadá ano que vem". por ser MAIS UMA oportunidade e tanto, torcemos muito para mais essa conquista.

CONTRATEMPOS atrasaram a viagem. Mas hoje, depois de tanta espera, eu estava com a minha irmã quando ela recebeu a notícia de que o visto foi liberado.
Amanhã ela está partindo, com o marido, rumo a uma nova vida - no frio - por 2 anos.
Que sejam 2 anos de sucesso, com MTO skype, msn e facebook!
Das saudades eu nem falo. Preferia não ter que sentir. mas só de saber que são 'só' 2 anos... alivia? Não, mas a gente faz de conta!

Irmã e cunha...

... eu desejo pra vcs uma ótima viagem!
Que a estadia de vcs seja tranquila, mas de muitas realizações, aprendizados e SUCESSO!
Espero conseguir passar uns dias lá com vocês.

Irmã. AMO VOCÊ!!!
(17:09hs. Ainda no ônibus)

-------------------------------------------------------

Pois é como eu disse, escrevi o post dentro do ônibus pra registrar exatamente o que eu senti nos momentos em que estive com a minha irmã após a notícia. (vejam a foto do rascunho)


É estranho pq mesmo sabendo que já era confirmado a ida deles, é dolorido saber que vão. Ao mesmo tempo que torcemos pelo sucesso dessa empreitada, sofremos saudades antecipadas.

Agora eu sei que não vou me despedir dela HOJE. Mas espero poder ir ao aeroporto amanhã, fazer o MEU "Chegadas & Partidas" particular... pq não despedimos o suficiente. Eu precisava voltar logo pra casa pra poder pegar a Sofia que ia voltar da escola com o vizinho (#aos10) e ficaria na casa dele. Mas não quero deixar de despedir...

9 comentários:

Elaine Tasquim Biason disse...

Oi querida, nossa que emoção!!! A saudade vai ser dificl, acredito, mas sabe que ela vai voltar pra vcs e que o crescimento e amadurecimento dela nessa fase será muito bom...
Livro? Que livro? Rsrsrsrsrs que quero ler!!!
Viu como vc está cheia de emoções familiares esse ano???
Beijos amada

Iara disse...

Telma, com certeza a saudade tem essa mania, dói antes mesmo da pessoa amada partir, dói porque é capaz de nos lembrar da falta que nos fará a pessoa amada.
Dói porque mesmo não querendo, acabamos lembrando e pensando coisas como:
E agora com quem vou conversar?
Para quem vou contar isso?
E quando me fizer falta o abraço?
E o segredo que compartilhávamos?
E os sorrisos, há os sorrisos que tanto riamos.
A saudade é assim,ela se apresenta já antes da partida para nos lembrar que nos fará falta a pessoa querida,a amizade, a união, o carinho, a cumplicidade.
Mas também sabemos que até mesmo a saudade se alivia quando dizemos a ela: Vai ser bom para pessoa que eu amo, fará bem a ela, ela ficará feliz, vai crescer como pessoa, vai crescer na vida, vai ter oportunidades unicas.
E a saudade, até mesmo a saudade consolamos com amor.
Beijos querida

Chris Ferreira disse...

Oi Telma,
é uma delícia quando elas leem pra gente, não é?
Adorei sua postagem. Emocionante! Mas viajar é muito bom e vai valer a pena toda a saudade que vocês vão sentir!
Beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Dona Amélia disse...

Oi frô...
Seu post me fez lembrar de quando meu irmão foi pros EUA, foi só e minha cunhada ficou, depois de um ano lá se foi ela e passaram seis anos por lá. Tudo bem que nesses seis anos foram muitas visitas, mas entendo bem dessa sua saudades. É uma falta danada mesmo, dessas que, eu acho, só quem é brasileiro sabe sentir...

Força e paciência pra ti e muitas alegrias, realizações e felicidades pra eles! ;oD

Xerinhos
Paty

Denise Lopes disse...

Telma, posso imaginar o aperto que sentiu, a misturada de emoções e sentimentos nesta novidade, não é mole. Mas saiba que será muito mais difícil e saudoso para sua irmã, passei por isso, e já estou nos 3 anos, é bem difícil. Mas o carinho, as facilidades das redes sociais e todos os caminhos da net nos ajudam muito, demais... Por isso amo muito cada uma de vcs, são minha família aqui. Eu estava louca para estar de volta aqui... Vai dar tudo certo, e será para eles uma grande experiência. Sucesso ao casal, beijos.

Luci Cardinelli disse...

Querida, que post bonito! Você fez muito bem em escrevê-lo logo, quando as emoções estavam bem a flor da pele, são os melhores. Nem se compara a posts programados, trabalhados.

Imagino como está se sentindo, mas olha, do jeito que o tempo está correndo, vai passar num piscar de olhos. E é bem capaz de agora vcs acabarem se falando mais do que com ela por aqui, vc vai ver.

beijo grande e carinho no seu coração.

Καλλιόπη . . . disse...

Li o post ontem, mas só tive tempo de comentar hoje! rsrs

Adorei sua história, e essa coisa de fazer o post no papel, deve sido uma postagem muito mais real neh, dos seus sentimentos...

Eu sei que distância é difícil, namorei à distância por mais de um ano! Viva à internet! Viva!! rsrs Mas pense que é pro bem, e com certeza ela ganhará muito com essa experiência internacional (e vamos combinar, eh chique de doer neh!! rsrs).
Boa sorte pra mana e pro cunhado!

Bjus
@OMundoDeCaliope

Veronica Kraemer disse...

Telminha , eu li seu post e to aqui com lágrimas nos olhos.
Minha irmã foi pra longe tbm., não tão longe, né? Porto Alegre...
Mas ela foi pra ficar.
Eu sinto tanta falta dela, e ela de mim, que tem dias que coloco a letra besta de uma música no face, e ela disse que tava pensando na musica no dia anterior... Pode isso?
pode, quando se ama, quando se quer bem.
Com ela, foram minhas sobrinhas amadas.
Mas sabe, aprendi que o amor sobrevive, e que a gente tolera as saudades(menos na TPM... ).
E que dá pra viver feliz, e parecendo perto, mesmo quando se está longe.
Então, nega, força na peruca, que vao ficar tudo bene!!! Always!
te adoroooooooooooooo
Beijosssssssss
Vero

Lola Sciwinzki disse...

Oie Telma.
Achei lindo o fato de vc escrever o post com o sentimento a flor da pele.
Eu não gosto de saudades.
Seja de quem for ou do q for, eu choro logo.
Não é um sentimento que me faz bem.
Fico pensando se as pessoas q eu amo estivessem longe, eu sofreria demais.
Qndo amo, amo muito.
Mas vc tem as redes sociais pra sanar um pouco essa saudade toda.
Não resolve eu sei, mas pelo menos ameniza.
Bjks querida.