terça-feira, 14 de junho de 2011

A questão dos valores...

Primeiro veio a 'cola' na rede social. Concordo com a atitude da escola e não entendi a reação da mãe. Primeira coisa assustadora: a menina diz "Se não fosse eu, seriam outros!". Eu, como mãe, diria na hora que preferia que tivesse sido outro. E que, se fosse outro, preferia tbm que ela não participasse da tal comunidade. O que adianta estar na escola, professor estar lá pra ensinar, se vai ter alguém pra te passar todas as respostas fácil? O que vc a criança/adolescente aprende com isso?
A reação da mãe de achar que a escola exagerou... não acho q exagerou, não. E a menina tem mesmo que ter vergonha por ter sido expulsa por um motivo desses. Mas concordo que os alunos que seguiam a comunidade tbm deveriam ter algum 'castigo'.
Aqui pergunto... quais valores os pais dessas crianças (principalmente da criadora do blog) passaram para que que eles achassem certo a cola pela internet?

E hoje vejo outra notícia (mas essa de arrepiar!), de um menino de 12 anos que morreu após ter comido biscoitos. Como assim, né? Biscoitos ENVENENADOS com chumbinho por alunas da escola (de 13 e 14 anos). Ela colocaram o chumbinho pra se vingarem de duas outras colegas. Daí queriam 'testar' o biscoito em outra pessoa antes de dar às duas? Onde essas meninas estavam com a cabeça? Querer matar pra se vingar de algo, possivelmente bobo (comparando com o resultado da vingança...). Em que se transformam crianças que tomam atitudes assim?

E esse final de semana eu presenciei um caso de inversão de valores ou confusão de valores e mal exemplo. E comecei o post contando esses dois casos pra finalizar com o que presenciei.
Como vcs puderam ver pelas fotos do post anterior, nos shows da praça da Liberdade, a frente estava cheia de cadeiras, muitas fileiras! O que isso significa? Quer ficar na frente, pode. Mas SENTADO NAS CADEIRAS!
Como contei, esperamos sentados por 2 horas até o início do maravilhoso show! Faltando uns 45 minutos pra começar ainda, um homem passou por nós (estávamos no cantinho, um certo 'lugar de passagem') com a esposa e duas crianças. Parou na nossa frente (onde tinha um espaço sem cadeira, pq puxei a minha mais pra perto do marido e era onde duas crianças brincavam pra lá e pra cá) e ficou em pé. Esperamos um tempo, até que a mãe deu uns passos pra trás e colou em mim (eu sentada, ela em pé... bom não) e eu dei uma resmungada. Gabi não se aguentou (se tivesse ficado calada não seria ela) e falou q eles não podiam ficar em pé ali, na nossa frente. Daí começou um bafafá que deixou MUITA GENTE de BOCA ABERTA mesmo! De repente ela perguntou se era aquele exemplo que ele queria dar às filhas. A resposta dele? "NÃO TÔ NEM AÍ PRA EXEMPLO!" Vergonha alheia nessa hora... Ele apelou que nós, pais, estávamos sentados e que o show era para crianças. Ué... e a criança vai sozinha pro show? E, estando os pais juntos, é melhor que nós, grandes, fiquemos em pé na frente das crianças?
Conseguimos que eles saíssem de lá. A mãe morta de vergonha pq ela mesmo já queria sair, mas o pai ainda queria achar um lugar ali (que não existia mesmo). Mas quando a Gabi começou a falar ele disse q não ia sair MESMO, que nós éramos sem educação (oi? Fico DUAS HORAS sentada no lugar que escolhi pra chegar um e ficar EM PÉ na minha frente e EU sou sem educação?) e que teríamos que aguentá-lo lá. Mas a mãe queria virar avestruz e saiu de lá, sem ele mesmo. Então ele teve que seguí-la...

E aí eu lembro do livro "Limite sem Trauma", da parte que diz que, se vc quer que seus filhos tenham valores, respeite vc as regras! Citam o exemplo de um pai que insistia na bilheteria do cinema para que a filha menor entrasse para ver um filme inapropriado para a faixa etária dela.
Atitudes como essa resultam no caso da rede social aí em cima (se os pais acham q podem burlar leis, normas e etc, pq os filhos não podem?). Faltam de limites e de valores resultam no caso dos biscoitos, onde a pessoa acha q pode matar outra para se vingar de qquer coisa.
Quais valores estamos passando para os nossos filhos?
Como queremos que eles sejam na adolescência, juventude e quando adultos? Se não ensinarmos essas coisas agora, vão crescer achando que podem tudo.

PS: a imagem tirei daqui. É um site de consultoria e o texto é de gestão de pessoas, mas é um bom texto que tbm se encaixa no que devemos passar para os nossos filhos.
Nada está acima da vida humana. O RESPEITO deve prevalecer.

11 comentários:

Lilian Britto disse...

Sabe Telma, eu não sou religiosa, por assim dizer, mas acredito em Deus e muito dos valores que aprendi qdo criança, referem-se ao temor a Deus. Procuro trazer Deus pra tudo em minha vida e isso se dá tbem com a educação dos meus dois filhos. O que tem acontecido com essas pessoas é a total falta de Deus em suas vidas! E volto a repetir, pra que fique claro, não falo de religião, pois é o q sempre digo, não tenho religião. Acredito em Deus e isso me basta!
Esse caso do envenenamento, é chocante demais! Que exemplos essas meninas devem ter em casa? Filhos são reflexo dos pais! Copiam tudo de bom e de ruim que nós fazemos! Onde isso irá parar se nós, pais, não fizermos nossa parte dando exemplo? Tudo depende de nós! E se no futuro meus filhos não forem boas pessoas, eu tenho que assumir que a culpa é minha.
Vamos acertar agora para que nossos filhos não errem no futuro? Acho que é uma boa proposta né?!
Beijos Telma, boa semana =*

josianaleite.leite@gmail.com disse...

Olha ótimo poste acho que são os princípios básicos de educação que formam um individuo, só que hoje ou sempre, as pessoas não querem "perder"esse tempo educando os filhos e acabam tornando se indivíduos mal educados que não sabem o a que é dar um bom exemplo aos seus.
Josiana Leite

Dama de Cinzas disse...

Bom post! A melhor educação é o exemplo, sem dúvida alguma!

Beijocas

Cris disse...

Olá, adorei o post. Acho que as coisas mudaram muito nos dias de hoje. Eu tenho 23 anos, nem sai da faculdade ainda... mas uma coisa eu tenho certeza, tudo vem do "berço", nada como uma boa educação e bons exemplos dentro de casa.

Um beijos, e qdo puder me visita no www.lalocah.blogspot.com

Cris.

Fabiana Tardochi disse...

Oi minha amiga!
Vou confessar que andei alheia do mundo nas últimas semanas. Não sei absolutamente nada do que aconteceu. Fiquei passada com as histórias contadas, pq sou mãe e estou sempre atenta a tudo que envolve as crianças.
Mas não é de hoje que percebo a falta de respeito para com o próximo.Coisas absurdas que as crianças fazem e os pais não falam nada...pq muitas vezes eles mesmos fazem as coisas absurdas...
Todos os dias vemos casos lastimáveis.
Eu prefiro ver vista como chata perante todos e ensinar e pegar no pé dos meus filhos para que sempre façam as coisas certas do que correr o risco de criar delinquentes...

Ana Cristina disse...

Telma, vi seu comentário num post da minha filha no Pequenos Leitores e vim aqui te conhecer. Gostei do seu blog e vou te seguir!!
Condivido com vc este sentimento de indignação quanto aos maus exemplos dados pelos pais.

Um abraço

Ana Cristina
eucomosquatro.blogspot.com

A FADA DAS AGULHAS disse...

Amiga,vim agradecer o carinho das palavras que me deixou no dia do meu aniversário...saiba que fiquei muito feliz!

Muito bom seu post a melhor educação é o exemplo!

Bjss

Simone Souza

Tays Rocha disse...

Amiga, eu e meu marido temos por conduta dar o exemplo, isso de vc impor mas não fazer... não funciona, crianças aprendem com o exemplo. Desde um simples obrigado, por favor... até uma postura ética em relação à muitas coisas. Eu sou do tipo chata, que segue regras, e por isso aqui na minha casa as regras tbm tem que ser seguidas. O mundo hj virou isso, se dar bem a qualquer custo, bancar o esperto, tirar proveito. Detesto gente que se comporta dessa forma. Prefiro fazer papel de besta mas estar com minha consciência tranquila. Eu ensino ética, respeito e educação pro Leo, e tbm achei muito pertinente a decisão da escola. Vejo muitas mães assim, que acham que pq estão pagando a escola, ou porque tem um determinado sobrenome, os filhos podem tudo dentro da escola. Enfim... estão criando monstros e não gente, porque o resultado cedo ou tarde vem...

Beijocas ♥

Ju Alvarez disse...

Demais....
Parabéns pelo blog e obrigada pelas visitinhas lá no Você pode rir!!!

Bjos....seus filhos são lindos!!!

Ju Alvarez

tw: @jusalvarez

Bia Jubiart disse...

Oi Telma!

Seja sempre bem vinda na Jubiart, sinta-se me casa...

Temos várias coisas em comum além da cerveja rsrsrs. Gostei do texto, por um certo tempo vivenciava em várias escalas esse desrespeito em sala de aula...Estou há 9 anos longe de escola por opção, na época as famílias já jogava a educação de princípios básicos na "conta do educador", e parece que só está piorando...

Um lindo fim de tarde p/ vc.

Beijooooooooo

casa de fifia disse...

oi telma
querida eu concordo com voce...
em gênero numero e grau.



baci