quarta-feira, 16 de março de 2011

Publicidade para crianças. Para crianças???

Estamos discutindo no facebook, lá no grupo Mães (e pais) com filhos sobre a influência da publicidade nas crianças. Televisão é terrível!!!
Tudo quanto é brinquedo que passar lá, Sofia me pede. Mas ela diz "Ô mãe, no dia que vc ficar rica vc me dá?" Bom... pelo menos ela já aprendeu que sou meio pobre e não dou conta de ficar comprando esse tanto de coisa que ela quer...
Mas aconteceu um fato 'engraçado' aqui em casa. Como eu comentei lá no facebook, a Sofia vê a propaganda do Lifebuoy (que nome horrível!) e diz "Mãe, vc TEM que comprar esse sabão pq destrói as bactérias!" Ahan... tá bom... eu compro Protex líquido pra colocar na pia, tá bom não? Não, pq ela não vê propaganda do Protex como é a do Lifebuoy.

E aconteceu que ontem me ligaram da escola... "Sofia está reclamando de dor de barriga". Fui buscar, já que é do lado de casa e não estou trabalhando fora, né? Chegando em casa, cadê que a menina foi ao banheiro??? Foi sim... uma vez só, um pouco antes de dormir.
Dor de barriga pra vc ter que ir buscar na escola é quando a criança tá fazendo pelas pernas, não consegue segurar, tá abatida e talz. Mas a dona Sofia estava lá, toda animadinha, chegou em casa e brincou, depois enqto eu arrumava umas coisas em casa, ela veio jogar no pc e ainda conseguiu soltar a base do meu monitor (que neste momento está apoiado no travesseiro dela... e eu? Sofreeendo horrores pra imaginar como arrumar isso... hunf). Mais tarde, qndo marido estava jantando, ela tbm quis: comeu e repetiu + duas vezes... Só arroz e feijão. Comé que tá passando mal, gente?
E então, toda vez que eu falava que ela não tava passando mal nada, ela vinha com o papo: "tô sim, vc que não tá vendo! Já fui ao banheiro um monte de vezes" ahan... e eu não tava de olho, né? rs

Bom... o que esse caso acontecido com a Sofia tem a ver com publicidade?
Vcs já viram a tal propaganda da Lifebuoy? Olha aqui no site deles a propaganda "Dor de Barriga". Ligam da escola pra mãe e dizem que o menino tá com dor de barriga. Ela corre, achando que era alguma coisa que ele tinha comido e o médico disse que era infecção estomacal, bactérias nas mãos, recomendou Lifebuoy blablabla...
HOJE, qndo vi a propaganda de novo, acendeu daquelas luzinhas em cima da minha cabeça, sabe? Óbvio que ela queria refazer a cena que viu na propaganda e, quem sabe, me convencer a comprar o tal sabonete de nome horroroso... Eu tive que olhar pra cara dela e rir na hora. Ela só reagiu assim "Que foi?" Deixei pra lá, mas já falei que não quero que ela faça isso mais, não...

Imagem daqui.

10 comentários:

Fernanda Ramalho disse...

A propaganda destinada a consumo infantil é um absurdo. as agencias de publicidade e as empresas esta investindo fundo nisso, porque sabem que nos dias de hoje a criança tem poder sob decisao de compra na familia. Ha uns tres anos tomei uma medida drastica aqui em casa, cortei a tv a cabo por um periodo de 6 meses. A Gabriella queria tudo que via nas propagandas e pedia como se aquilo vc lei, como se para ela se sentir inserida na sociedade ela tivesse que ter tal objeto. cortei a tv a cabo e passei os 6 meses ensinando a ela o tangivel e o intangivel. Deu certo!!!! Mas tbm nao foi milagre, as vezes ela reproduz comportamentos que a midia insere... é muito complicado para nós pais deter esse desejo de consumo do desnecessario mas temmos que fazer nossa parte!!!
bjos

Fer

Giuliana: disse...

Oi Telminha,

Porque será que mesmo produtos não direcionados às crianças fazem propagandas com apelo infantil? Só o exemplo que você deu da Sofia, já responde, né? =)


Beijos

Um espaço pra chamar de meu disse...

Muito interessante este assunto.Como coloquei no FB meu filho de 8 anos falou pra comprar esta marca e ñ o Dtol,pois o primeiro mata tdas as bactérias.E por várias vezes eles vem recomendar algum produto q ñ é pra eles,pois tem todo o apelo comercial atraindo...

Andreia Lica disse...

Eu acho que a televisão tem muita influência sim sobre as crianças, mas cabe aos pais mostrar a eles que muitas vezes esses informes são só indução ao consumismo. Minhas filhas já aprenderam sobre isso e hoje em dia é super tranquilo, mas agora tem o Gustavo para ensinar, só que o maior problema de todos é que a avó o induz ao consumismo...mas, devagar chego lá.

Bjão

Luciana Kotaka disse...

Complicado a mesnagem que amídia passa para nossas crianças, temos que ficar atentos o tempo todo e mediar a realção com eles. Veja essa matéria, não é em relação a criança, mas aos adultos.
Beijocas
http://www.dicasdemulher.com.br/somos-consumidores-ou-somos-consumidos/

Dama de Cinzas disse...

Que menina ardilosa... eheheh... Pelo menos mostra que ela é inteligente pra consegue o que quer, vendo pelo lado positivo da coisa... rs

Beijocas

Silvana Fabbri disse...

Oi queridona, tenho te procurado ... não sabia que estava de casa nova ... que bom, adorei ....
Obrigada pela visita, e realmente, o cruzeiro é muito legal, mas os navios do COSTA são outro papo ... rssss, CVC never more !!!!! kkkk
Beijokas abóboras

Ana Cláudia disse...

Telma, excelentes reflexões sobre o efeito dessas propagandas em nossas crianças. Por mais que a gente dê depoimentos como o seu, ainda tem gente que acha que isso é natural e que os pais devem desligar a TV como se a sociedade, e também a publicidade, não tivessem nenhuma responsabilidade sobre a educação das crianças. O preço de crianças consumistas ou que aprendem a consumir sem critérios para isso é pago por toda a sociedade. Culpar as famílias faz parecer que os jovens mal formados ficam o tempo todo dentro de casa.

Lola disse...

Olá,

Incrível a capacidade das crianças de assimilarem as coisas. O capitalismo desenfreado já percebeu isso e está cada vez mais forte o apelo através delas. Como ando dizendo, hoje em dia, há crianças que sentem prazer em comprar e não em brincar, o que é muito triste... Pais que trabalham sentem-se culpados e satisfazem a vontade dos filhos, o que ajuda mais ainda esse consumismo.Também trabalho e já me senti assim. Mas, o que elas mais precisam não é o material, é de muito carinho...

Passando rapidinho, beijo!